☎ (84) 99705-5840 ✉ contato@guiaoffroad.com
default-logo

Rally dos Sertões: Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin assumem a vice-liderança

Dupla de campeões mundiais termina o dia em segundo e diminuem a diferença para os líderes na classificação geral

O protótipo de Varela e Gugelmin está seguindo firme e forte (Foto: Marcelo Machado/Fotop)

O protótipo de Varela e Gugelmin está seguindo firme e forte (Foto: Marcelo Machado/Fotop)

O terceiro dia do Rally dos Sertões viu a reação da dupla Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Divino Fogão/Blindarte/Tecmin), que assumiu a segunda posição do mais difícil evento de off-road do Brasil, e ainda diminuiu a vantagem dos líderes Cristian Baumgart/Beco Andreotti. Na terça-feira (22/8) os mais rápidos no trecho de 306 km entre Santa Terezinha de Goiás e Aruanã (GO) foram Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, seguidos de Varela/Gugelmin, com Baumgart/Andreotti em terceiro.

“Foi tudo bem. Andamos forte na primeira parte, antes do abastecimento, quando ficamos sabendo que o Sylvio (de Barros) havia batido. A partir daí andamos mais tranquilo. Não adiantava acelerar muito agora para buscar esta diferença”, comentou o bicampeão mundial de Rally cross-country.

A etapa começou bem rápida, por estradas de alta velocidade. Depois os competidores passaram por trechos mais travados e sinuosos atravessando muitas fazendas. O piso predominante foi o cascalho e estradas de piçarra. No meio da especial, a prova ficou mais solta e o último trecho teve longas retas e alta velocidade até o final.

“Vamos agora administrar e tentar ficar entre os três mais rápidos todos os dias, com o objetivo de diminuir a diferença aos poucos e chegar em Bonito”, planeja o navegador catarinense Gustavo Gugelmin.

Varela e Gugelmin estão superando todos os obstáculos (Foto: Marcelo Maragni/Fotop)

Varela e Gugelmin estão superando todos os obstáculos (Foto: Marcelo Maragni/Fotop)

Nesta quarta-feira (23/8) o Rally dos Sertões entra no estado do Mato Grosso, depois de 471,34 km entre Aruanã (GO) e Barra do Garças. A Especial de 273,20 km cronometrados terá início com trechos muito rápidos em um piso misto de piçarra, cascalho e areia.  Em seguida a competição entra em zona de savanas, onde a navegação será feita por GPS.  Neste trecho, de aproximadamente 60 quilômetros, o importante será conseguir passar por todos os way points e depois seguir para o último trecho com estradas largas e muitas lombas.

A equipe Divino Fogão Rally Team compete no Rally dos Sertões com uma picape protótipo Ranger e três UTVs, contando com organograma formado por 60 pessoas e estrutura composta por dois caminhões, um motor-home, dois trailers para 10 pessoas cada um, três camionetes, dois carros e duas motos de apoio.

Confira os dez primeiros (extra-oficial) da categoria Carros no terceiro dia do Rally dos Sertões 2017: 1º) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, Mini, 3h01min22s12; 2º) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, Protótipo Ranger, 3h04min43s69; 3º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti, Protótipo Ranger, 3h06min58s19; 4º) Luiz Carlos Nacif/Filipe de Oliveira, T-Rex, 3h12min53s57; 5º) Alvarez Fernando/Juan Monasterolo, Protótipo Amarok, 3h20min05s43; 6º) Pedro Prado Filho/Joaquim Filho, L200 triton, 3h21min00s59; 7º) Rafael Cassol/Lelio Junior, Sherpa, 3h21min32s97; 8º) Gunter Hinkelmann/Vinicius Castro, L200 Triton RS, 3h25min34s80; 9º) Glauber Fontoura/Minae Miyauti, L200 Triton RS, 3h26min35s13; 10º) Cleber Rosa/João Ribeiro, L200 Triton X16, 3h26min50s82.

A classificação (extra-oficial) da categoria Carros após três dias do Rally dos Sertões 2017 está assim: 1º) Cristian Baumgart/Beco Andreotti, Protótipo Ranger, 10h54min04s80; 2º) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, Protótipo Ranger, a 14min47s; 3º) Alvarez Fernando/Juan Monasterolo, Protótipo Amarok, a 56min23s; 4º) Michel Terpins/Maykel Justo, T-Rex, a 1h01min18s; 5º) Glauber Fontoura/Minae Miyauti, L200 Triton RS, a 1h21min09s; 6º) Cleber Rosa/João Ribeiro, L200 Triton X16, a 2h16min29s; 7º) Fernando Oliveira/Alexandre Carvalho, L200 Triton ERS, a 2h22min33s; 8º) Vilson Thomas/Rafael da Luz, a 2h26min56s; 9º) Sylvio de Barros/Rafael Capoani, Mini, a 2h32min34s; 10º) Paulo Pichini/Paulo Simões, Evoque, a 2h39min24s.

Confira a programação e roteiro do Rally dos Sertões 2017:

23/08 – 4ª Etapa

Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km

Trecho Cronometrado – 273,20 km

Deslocamento Final – 95,68 km

Total do dia: 471,34 km

24/08 – 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km

Trecho Cronometrado – 438,86 km

Deslocamento Final – 213,30 km

Total do dia: 666,01 km

Será a espacial mais longa da edição de 25 anos do Rally dos Sertões. A prova começa com estradas de piçarra bem sinuosas, segue por regiões de reflorestamento, passa por algumas serras até alcançar área agrícola com longas retas (alta velocidade). Em seguida, fica travada novamente. Trechos de trial, com muitas pedras e segue para região mais plana. O final da especial tem muitas curvas e trechos de média e alta velocidade.

25/08 – 6ª Etapa

Coxim (MS) a Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 59,82 km

Trecho Cronometrado –  194,91 km

Deslocamento Final – 174,72 km

Total do dia: 429,45 km

A sexta especial do Rally dos Sertões será bem travada e dura no início. Trechos de piçarra com muitas pedras e lombas serão predominantes. Na segunda parte da especial, após  a descida da serra,  segue por estradas mais planas, com visual inesquecível.  A prova continua rápida até o final desta especial.

26/08 – 7ª Etapa

Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km

Trecho Cronometrado – 240,45 km

Deslocamento Final – 51,71 km

Total do dia: 420,78 km

Para fechar a edição dos 25 anos com chave de ouro, esta especial será inesquecível, que irá exigir muito das máquinas e dos pilotos. Começa bem rápida e segue por fazendas com trechos bem sinuosos. Depois, por trechos de trial com muitas pedras. Nos últimos quilômetros, a prova volta a ficar rápida até a chegada.

Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km (60,59 %)

Total da prova:  3.300,06 km
AUT-1

Guiga Spinelli e Jean Azevedo, maiores campeões do Rally dos Sertões, vencem a terceira etapa

Rally se despede de Goiás e segue para o Mato Grosso nesta quarta-feira com Cristian Baumgart/Beco Andreotti (carros), Gregorio Caselani (motos), Diogo Zonato (quadriciclos) e Lucas Barroso/Breno Rezende (UTVs) na liderança

Cristian Baumgart e Beco Andreotti  (Vinicius Branca/Vipcomm)

Cristian Baumgart e Beco Andreotti
(Vinicius Branca/Vipcomm)

Os vencedores da terceira etapa do Rally dos Sertões, nesta terça-feira (22/8), somam 13 títulos da principal prova off road do país. Jean Azevedo é o maior ganhador nas motos, com seis conquistas, Guiga Spinelli tem cinco nos carros, enquanto Marcelo Medeiros é o segundo nos quadriciclos, com dois. O dono do maior número de conquistas entre todas as categorias é Edu Piano, com sete (uma nos carros e seis nos caminhões), o quinto na categoria UTVs. Eles largaram de Santa Terezinha de Goiás e chegaram a Aruanã, última parada em território goiano. Amanhã a caravana segue para Barra do Garças, no Mato Grosso.

Jean ganhou a segunda etapa consecutiva e subiu para a vice-liderança nas motos, atrás apenas de seu companheiro de equipe Honda Racing, Gregorio Caselani. Guiga Spinelli e Youssef Haddad, que não completaram a etapa inicial por problemas mecânicos, conquistaram a primeira vitória. Medeiros também foi mal no início e busca a recuperação. A vitória nos UTVs foi conquistada por Henrique Gutierrez/André Munhoz.

“A primeira parte da especial foi mais travada e bem técnica, passando por estradas abandonadas e foi necessário muita atenção à planilha. Consegui chegar tranquilo ao abastecimento e daí para frente foi bem rápido. Venci a segunda etapa seguida e estou tentando descontar um pouco do prejuízo do primeiro dia, quando furou o radiador. Estou mais próximo do líder, faltam quatro etapas e vamos continuar trabalhando para levar a Honda ao lugar mais alto do pódio”, afirmou Jean.

Jean Azevedo  (Vinicius Branca/Vipcomm)

Jean Azevedo
(Vinicius Branca/Vipcomm)

“Vencemos de ponta a ponta, correu tudo bem, o carro foi bem. Uma especial técnica, sinuosa, com muitos tocos e árvores na área de escape. Depois do abastecimento, trechos de retas enormes, com alta velocidade o tempo todo. Estamos fazendo a revisão do carro para largar amanhã. Vamos fazer o melhor possível, pois na geral ficamos bem distantes dos líderes”, comentou Guiga.

Guiga e Youssef  (Vinicius Branca/Vipcomm)

Guiga e Youssef
(Vinicius Branca/Vipcomm)

Após três dias de disputa, os líderes são Cristian Baumgart/Beco Andreotti (carros), Gregorio Caselani (motos), Diogo Zonato (quadriciclos) e Lucas Barroso/Breno Rezende (UTVs).

Nesta quarta-feira (23), o Rally dos Sertões deixa Goiás e entra no Mato Grosso. Os competidores vão percorrer 471,34 km entre Aruanã (GO) e Barra do Garças (MT), sendo 273,20 km cronometrados. A especial tem início com trechos muito rápidos em um piso misto de piçarra, cascalho e areia. Em seguida, a prova entra em zona de savanas, onde a navegação será feita por GPS. Neste trecho de aproximadamente 60 km, o importante é conseguir passar por todos os way points e depois seguir para o último trecho da especial, com estradas largas e muitas lombas.

Diogo Zonato  (Vinicius Branca/Vipcomm)

Diogo Zonato
(Vinicius Branca/Vipcomm)

Classificação até a terceira etapa (extra-oficial)
Carros
1º Cristian Baumgart/Beco Andreotti 10h44min04
2º Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin 10h58min52
3º Alvarez Fernando/Juan Monasterolo 11h40min28
4º Michel Terpins/Maykel Justo 11h45min23
5º Glauber Fontoura/Minae Miyauti 12h05min13

Motos
1º Gregorio Caselani 12h13min33
2º Jean Azevedo 12h22min33
3º Ricardo Martins 12h30min13
4º Marco Pereira 13h09min26
5º Júlio ‘Bissinho’ Zavatti

Quadriciclos
1º Diogo Zonato 14h02min03
2º Pedro Costa 14h08min37
3º George Ximenes 14h09min05
4º Milton Martens 14h58min01
5º Marcelo Medeiros 15h08min33

UTVs
1º Lucas Barroso/Breno Rezende 12h45min08
2º Bruno Varela/João Arena 12h51min26
3º Henrique Gutierrez/André Munhoz 12h56min45
4º Marcelo Gastaldi/Claudio Silveira 13h05min49
5º Edu Piano/Solon Mendes 13h06min40

Resultado da terceira etapa (extra-oficial)
Carros
1º Guiga Spinelli/Youssef Haddad 2h51min22
2º Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin 2h54min43
3º Cristian Baumgart/Beco Andreotti 2h56min58
4º Alvarez Fernando/Juan Monasterolo 3h10min05
5º Luis Nacif/Filipe de Oliveira 3h12min53

Motos
1º Jean Azevedo 3h16min12
2º José Hélio 3h21min26
3º Ricardo Martins 3h23min26
4º Gregorio Caselani 3h25min16
5º Mario Marchiori 3h38min57

Quadriciclos
1º Marcelo Medeiros 3h38min37
2º George Ximenes 3h48min36
3º Diogo Zonato 3h51min25
4º Pedro Costa 4h06min05
5º Geison Belmont 4h34min02

UTVs
1º Henrique Gutierrez/André Munhoz 3h33min12
2º Lucas Barroso/Breno Rezende 3h34min27
3º Ismar Junior/André Galvão de Sá 3h36min44
4º Vinicius Rosa/Gustavo Rosa 3h37min05
5º Deninho Casarini/Luís Enckel 3h37min11

O Rally dos Sertões tem patrocínio de Honda, Mitsubishi, Divino Fogão, Petrobras Grid, Lubrax e Caixa. Apoio institucional do Governo do Estado de Goiás, Governo do Estado do Mato Grosso do Sul e Prefeitura Municipal de Bonito. Apoio de Pirelli, Cidade Alpha e Truckvan. Supervisão da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).

AUT-1

Rally dos Sertões: Helena Soares e Josi Koerich transpõem a etapa considerada uma das mais difíceis

Nesta terça-feira (22) equipe FD Rally Team largou para a terceira etapa, rumo à Aruanã (GO)

Helena Soares e Josi Koerich estarão juntas pela primeira vez no Sertões (Sanderson Pereira/PhotoEsporte)

Helena Soares e Josi Koerich estarão juntas pela primeira vez no Sertões (Sanderson Pereira/PhotoEsporte)

A segunda etapa do Rally dos Sertões foi realizada com a realização da primeira parte da etapa Maratona entre as cidades goianas de Goianésia e Santa Terezinha de Goiás. A piloto Helena Soares e a navegadora Josi Koerich, equipe FD Rally Team, com o carro rendendo quase o esperado, após um problema enfrentado no primeiro dia no motor do Mitsubishi L200 Triton RS, comemoraram o resultado obtido nesta segunda-feira. A dupla garantiu a quarta posição na categoria Super Production.

Satisfeita com o resultado, Helena espera agora manter uma boa regularidade nas próximas etapas. “No primeira etapa o Sertões mostrou as caras, uma recepção de primeira. Mas achei a especial bem completa, dura e bem desafiadora do jeito que eu gosto. O meu apoio mecânico, fez um belíssimo trabalho no carro na noite anterior e sugeriu que mantivéssemos um ritmo de cautela para poupar motor. Conseguimos largar bem e fomos assim durante todo o percurso da especial. Não imprimimos uma velocidade maior para não comprometer o equipamento, pois é uma etapa que requeria resistência e menos velocidade”, declarou Soares.

“Na noite de domingo para segunda conseguimos sair do trecho às 4 horas da manhã, estávamos viradas para enfrentar o dia de disputas, porque ficamos com a equipe trabalhando no carro. E, ontem, a nossa função era trazer o carro de volta e deixá-lo no parque fechado nas melhores condições porque ele não teve revisão da etapa anterior”, enfatizou a piloto.

A terceira etapa de Santa Terezinha de Goiás a Aruanã será a segunda parte da prova em maratona da competição, o trecho cronometrado em um total de 248 quilômetros, nos quais não pode haver qualquer tipo de manutenção nos veículos por parte das equipes de apoio até a chegada dos carros em parque de apoio. “Agora estamos pensando no prova dia-a-dia porque o rali é imprevisível vai que tudo pode mudar. Após a nossa chegada em Aruanã, a equipe terá de fazer ajustes minuciosos após a maratona para a quarta etapa”, frisou a navegadora Josi Koerich.

A dupla tem o patrocínio de Smartnex e o apoio da Solution Blindagem, HASKELL, Yen Concessionária Mitsubishi, Pollyanna Lopes Clínica Estética, Casarini Jet Ski e Petroball Combustíveis.

Resultados 2ªetapa (Maratona) – Super Production

1° – #359 Leandro Fracassi/ Eduardo Costa, 4h23min22seg91

2° – #358 Fernando Oliveira/ Alexandre Carvalho, 4h24min17seg99

3° – #353 Wellington Costa/ Rafael Arena, 4h27min53seg04

4° – #319 Helena Soares/ Joseane Koerich, 4h34h11seg54

5° – #320Cristiano Rocha/ Anderson Brandao,4h51min04seg21

6° – #360 Mario Neto/ Artemio Neto, 4h53min49seg51

7° – #318 Daltro Maronezi/Luciani Maronezi, 4h54min54seg10

Classificação acumulada após duas etapas – Super Production

1° – #358 Fernando Oliveira/ Alexandre Carvalho, 9h36min11seg68

2° – #359 Leandro Fracassi/ Eduardo Costa, 9h57min10seg43

3° – #360 Mario Neto/ Artemio Neto, 10h37min10seg89

4° – #318 Daltro Maronezi/ Luciani Maronezi, 11h00min18seg22

5° – #357 Marcelo Fiuza/ Dalmo Bergantin, 11h47min57seg14

6° – #353 Wellington Costa/Rafael Arena, 11h57min53seg04

7° – #319 Helena Soares/ Joseane Koerich, 12h04min11seg54

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

(21/08) – 2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

(22/08) – 3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO) a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

(23/08) – 4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

(24/08) – 5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08) – 6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado – 194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08) – 7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3.300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km

Cerimônia de Premiação

AUT-1

Leandro Torres e Lourival Roldan seguem em primeiro na categoria no Rally dos Sertões

Dupla lidera a UTV Pro Aspirado após dois dias de competição e ocupa o 16º lugar na classificação geral

Leandro Torres e Lourival Roldan na segunda etapa do Sertões  (Marcelo Maragni/Vipcomm).

Leandro Torres e Lourival Roldan na segunda etapa do Sertões
(Marcelo Maragni/Vipcomm).

Nem as dificuldades esperadas em uma etapa Maratona, em que os participantes não podem receber ajuda externa de mecânicos durante o trecho cronometrado, impediram a Torres Racing de se manter na dianteira em sua categoria no Rally dos Sertões. Nesta segunda-feira (21), o piloto Leandro Torres e o navegador Lourival Roldan completaram o segundo dia de competição, entre as cidades de Goianésia e Santa Terezinha de Goiás (GO), com o tempo de 5h03min32s40 para seguir na liderança do UTV Pro Aspirado.

O resultado obtido com o Polaris na etapa, após 326 quilômetros de deslocamento total, sendo 248,16 km de trecho cronometrado, deixou os atuais campeões do UTV no Dakar em 16º lugar na classificação geral.

Nesta terça-feira (22), Torres/Roldan encara a terceira etapa do Sertões, ainda no Estado de Goiás, entre as cidades de Santa Terezinha de Goiás e Aruanã. Pela frente, a dupla terá 297,12 quilômetros de Especial e 306 km de percurso total, com trechos de alta velocidade nas partes inicial e final, intercalados por estradas sinuosas de cascalho e piçarras.

“Desde que o roteiro detalhado do Rally dos Sertões foi divulgado, ficou claro que os primeiros três dias seriam cruciais. O entrosamento da dupla e a concentração foram bastante exigidos até agora. Caímos duas posições na classificação geral, mas o resultado é satisfatório dentro das condições que a prova impõe a todos. Com cautela, passamos pela etapa Maratona e seguiremos nesse mesmo ritmo até a chegada”, analisou Leandro Torres.

Rally dos Sertões 2017 – classificação geral da categoria UTV Pro Aspirado:
1º – Leandro Torres/Lourival Roldan
2º – Higor Gontijo/George Torres
3º – Gustavo Lapertosa/Fabio Zeller

Rally dos Sertões 2017 – classificação geral UTV após duas etapas:
1º – Denísio Nascimento/Emilio Rockenbach
2º – Lucas Barroso/Breno Rezende
3º – Bruno Varela/João Arena
16º – Leandro Torres/Lourival Roldan

AUT-1

Rally Rota SC terá largada neste sábado em Lages

Evento é válido para o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. A largada Promocional será nesta sexta-feira (30)

Rally Rota SC (Luciano Santos/DFotos).

Rally Rota SC (Luciano Santos/DFotos).

Lages recebe no próximo final de semana, dias 30 de junho, 1º e 02 de julho, o Rally Rota SC para as 7ª e 8ª etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, mas também contará com as categorias regionais para as modalidades moto e UTV. O evento é um dos mais disputados campeonatos do país e acontece pela segunda vez na cidade e o roteiro passará na região da Serra Catarinense.

O Rally Rota SC fará parte do grande evento de abertura do Festival de Inverno da Serra Catarinense, organizada pela ASCPE, que acontecerá no dia 30 de junho, às 20 horas, em frente à Catedral de Lages (SC) com a cerimônia oficial de lançamento com a presença de autoridades locais e regionais, imprensa e público. Logo após, haverá a realização da Largada Promocional e a apresentação das equipes e suas máquinas de competição.

Sendo que, no mesmo dia, as atividades tem início com a recepção às equipes, vistoria técnica e o briefing, que acontecem na área do parque de apoio no estacionamento e na área interna do Lages Garden Shopping a partir das 11 horas. No sábado, 1º de julho, haverá a largada na especial cronometrada no Restaurante Queijo & Cia às 10h30 e disputa do Super Prime em circuito montado ao lado da área de box será às 15h30. Já no domingo, os competidores terão largada do segundo dia de prova no Rio Rufino em frente a Prefeitura a partir das 10h30.

Rally Rota SC (Luciano Santos/DFotos)

Rally Rota SC (Luciano Santos/DFotos)

Rally Rota SC (Luciano Santos/DFotos)

Rally Rota SC (Luciano Santos/DFotos)

A prova terá um percurso total 565 quilômetros em duas etapas, sábado e domingo, e será a última oportunidade antes da 25ª edição do Rally dos Sertões para muitas equipes testarem seus equipamentos e o entrosamento do time.

Entre os quadriciclos, o piloto Geison Belmont (Can-Am Renegate 1000) diz que a expectativa para essa prova é boa. “Estou ansioso com o tipo de terreno que vamos encontrar na região da Serra Catarinense, em um mês teremos duas provas muito diferentes do calendário do Brasileiro com relação ao clima e condições de piso. Será um ótimo evento para testar para o Rally dos Sertões em agosto”, destaca o piloto de Niterói (RJ).

Representado o Estado de Santa Catarina, Milton Martens estará a bordo do quadriciclo Can-Am Renegade 1000 XXC. “Será mais um grande evento e vamos buscar mais um título da prova”, comentou o piloto de São Bento do Sul.

As inscrições seguem abertas pelo site oficial, no endereço www.rallyrotasc.com.br.

A 6ª edição do Rally Rota Santa Catarina é uma realização da ASCPE -Associação em Prol do Esporte. O patrocínio é do Lages Garden Shopping, Tenco Shopping Centers, Tecmin e Zanoello. O apoio institucional é da Prefeituras Municipais de Lages, Rio Rufino, Bom Retiro, Urupema, Capão Alto, Painel e Bocaína do Sul. Além do apoio do Jeep Clube Independentes, Serra Catarina Festival de Inverno, CDL Lages e Polícia Militar de SC.  A supervisão é da CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo, da CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo, da FAUESC – Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina e F.C.M – Federação Catarinense de Motociclismo.

Rally Rota SC (Doni Castilho/DFotos)

Rally Rota SC (Doni Castilho/DFotos)

PROGRAMAÇÃO – RALLY ROTA SC 2017

Data: 30/06, 1º e 02/07/2017

Local: Lages Garden Shopping

Sexta-feira, 30/07

11h00 às 18h00 – Secretaria administrativa

11h00 às 13h00 / 14h00 às 17h00 – Vistoria técnica

18h30 – Briefing

20h00 – Largada promocional

Local: Colégio Rosa – Centro – Lages (SC)

Sábado, 1º/07

DI – 38 km

DE – 205 km (SS1)

DF – 58 km

Total: 301 km

10h00 – Largada

Local: Restaurante Queijo & Cia

11h00 – Largada na prova (Especial)

14h00 – Previsão de chegada

15h30 – Super Prime

20h00 – Briefing

Domingo, 02/07

DI – 68 km

DE – 148 km (SS2)

DF – 48 km

Total: 264 km

09h – Largada

Local: Rio Rufino em frente a Prefeitura

10h30 – Largada na prova (Especial)

12h30 – Previsão de chegada

15h00– Cerimônia de premiação

Hospedagem oficial: Hotel Cattoni

Endereço: Avenida Marechal Floriano, 491– Centro, Lages/SC, Brasil

Telefone:+55 49 3222-8241 | www.hoteiscattoni.com.br

AUT-1

Contagem regressiva para a 3ª Trilha Rota do Brejo

Faltam 10 dias para a 3ª Trilha Rota do Brejo, sem sombra de dúvidas, umas das melhores trilhas 4×4 da região do brejo paraibano. Esta será apenas a terceira edição, mas para quem já participou das duas primeira edições, têm a certeza de que a Rota do Brejo já existe a muitos anos, seja pela organização, trecho perfeito, número de participantes, tudo preparado com bastante cuidado para agradar os amigos trilheiros. Uma trilha feita por quem entende e conhece a região, como é o caso do seu idealizador Adnan Araújo e pelos amigos aventureiros que nasceram na região e conhecem tudo como a palma da mão.

Falando em região, nada melhor do que o clima gostoso do brejo paraibano e em especial a cidade de Areia, conhecida pelas suas riquezas culturais, particularmente o Museu de Pedro Américo, com inúmeras réplicas dos quadros do mais célebre cidadão areiense – entre elas a famosa obra “O Grito do Ipiranga”, encomendada a ele por Dom Pedro II, e o Museu da Rapadura, localizado dentro do Campus da UFPB na cidade, onde o turista pode observar as várias etapas da fabricação dessa iguaria e dos outros derivados da cana-de-açúcar, como a cachaça, sendo a areiense muito conhecida exteriormente por seu incomparável sabor. Ela também é muito conhecida pelo seu potencial off-road, sendo considerada o berço do esporte no Brasil, por apresentar ao país a primeira competição off-road promovida pela Jipe Clube de Areia-PB a mais de 30 anos.

Contudo o que não faltará é muita lama, água, desafios e claro, muito forró na 3ª Trilha Rota do Brejo. Cobertura exclusiva do Guia Offroad. Confira abaixo toda a programação e demais informações.

Programação da 3ª Trilha Rota do Brejo:

Data: Domingo, dia 09 de julho de 2017;

Local: Areia/PB;

Saída: Posto Monte Sinai;

Horário: Concentração 9hs;

Largada para o primeiro comboio 10:30;

Largada para o segundo Comboio 12:00;

Término: Churrascaria “A Bagaceira” com Forró e Feijoada;

Realização e Organização: Rotta Turismo e Jipeiros amigos do Brejo.

A Rota do Brejo tem o apoio da Oficina Severo, do Grupo Teixeira e Brito, do Posto Monte Sinai e de Heron Veículos.

Mais informações: 83 – 99621-6354 (Falar com Adnan).

ROTA-01 ROTA-02 ROTA-03 ROTA-04 ROTA-05 ROTA-06 ROTA-07 ROTA-08

AUT-1

Transcatarina: a aventura de 800 quilômetros

São três dias de competição e aventura. Entre disputas acirradas e passeios emocionantes, a SC Racing garante muita diversão para quem é do off-road

Mais de 700 pessoas são esperadas para o 9º Transcatarina  (Victor Eleutério/DFOTOS)

Mais de 700 pessoas são esperadas para o 9º Transcatarina
(Victor Eleutério/DFOTOS)

Em menos de um mês a turma mais alegre e aventureira do fora-de-estrada nacional estará reunida em Santa Catarina para a nona edição do Transcatarina. Mais de 700 pessoas são esperadas na cidade de Fraiburgo – ponto de partida para os 800 quilômetros rumo a Itajaí. Entre a serra e o mar, os participantes viverão dias de adrenalina, seja para quem estiver competindo nas categorias Máster, Graduados ou Turismo, quanto para aqueles que se embrenharão pelas trilhas cheias de desafios da Passeio e Adventure.

De 11 a 15 de julho, todos falarão uma só língua: 4×4. O trajeto completo cruzará mais de 20 municípios, que emprestarão um pouco de suas belezas naturais a uma caravana que agrupa pessoas de diversas regiões do País. Do Ceará ao Rio Grande do Sul, estarão representados 12 Estados, porém, mais do que isso, pessoas que se relacionam em uma amizade fortalecida pelo off-road.

“Isso é o que nos proporciona mais prazer. É a amizade que fazemos e a oportunidade que o Transcatarina é para muita gente se reencontrar. Além da competição, o principal é o espírito de solidariedade que existe entre as pessoas. Todos os anos, novas amizades se constroem e fortalecem”, disse o diretor geral da SC Racing, Edson João da Costa.

Mais de 700 pessoas são esperadas para o 9º Transcatarina  (Victor Eleutério/DFOTOS)

Mais de 700 pessoas são esperadas para o 9º Transcatarina
(Victor Eleutério/DFOTOS)

O gerente operacional do Posto Maçã – Rede PMX, Sandro Kasburg, acompanha o Transcatarina desde o surgimento (em 2009); é um mentor e um importante propulsor do evento na região de Fraiburgo. “O Transcatarina é um acontecimento de grandes dimensões, organizado com seriedade e profissionalismo, e que garante uma ótima dose de adrenalina e diversão aos participantes”, disse Kasburg, afirmando que comercializa 5% de combustível a mais, nos dias em que a estrutura do evento fica instalada na cidade.

Quem tem um 4×4 na garagem e quer estar entre os maiores nomes do off-road nacional, pode se inscrever através do site www.transcatarina.com.br. “Todos os anos recebemos novos apaixonados pelo esporte, e isso nos enche de orgulho. Todos são bem acolhidos, a fim de que possam se desligar dos problemas do dia a dia e se divertirem bastante. Nossa missão é proporcionar uma experiência ímpar para quem confia em nós”, salientou Costa.

AUT-1

Rally Rota SC: Equipes prometem usar experiência em provas anteriores em busca da vitória

Em sua 6ª edição, tradicional prova da Serra Catarinense apresenta novidades

Thiago Rizzo e Léo Magalhães (Gustavo Epifanio/DFotos)

Thiago Rizzo e Léo Magalhães (Gustavo Epifanio/DFotos)

Começou a contagem regressiva para a largada da 6ª edição do Rally Rota Santa Catarina já se firmou no calendário do off-road nacional. A prova reúne em Lages (SC) entre os dias 30 de julho, 1º e 02 de julho as modalidades motos, quadriciclos, UTVs e carros em uma disputa que promete muita adrenalina e emoção em trilhas da Serra Catarinense.

Contando pontos para o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country de Velocidade, muitas equipes estão preparadas para brigar por preciosos pontos na disputa que terá um percurso total 565 quilômetros (para carros e caminhões), em duas etapas – sábado e domingo, passando pela Serra Catarinense que inclui a Coxilha Rica.

Entre os carros que encaram o desafio, estarão na disputa as categorias: Pró Brasil, Protótipos, Super Production e Production.

Nas motos as equipes confirmadas estarão nas categorias pelo Brasileiro: Production Aberta, Super Production, Marathon, Over 40. Já para os competidores da região que queiram participar irão compor as categorias de moto: 450 CC Especial, 250 CC Especial, Over 40 e 230 CC Nacional e a novidade este ano, além da categoria Quadriciclos para nos modelos 4×4 e 4×2.

Ao lado do experiente navegador Léo Magalhães, o piloto Thiago Rizzo (Equipe Top Rally Team/Mitsubishi Triton Sport SR), tentará a vitória na categoria Pro Brasil. “A expectativa é muito boa, pois o roteiro nos proporciona testar os equipamentos para ao Rally dos Sertões. Sei que é uma prova muito bem planejada, e isso nos permite maior confiança para acelerar e dar o nosso máximo”, diz.

Ainda nos carros, a categoria Protótipos T1 terá Michel Terpins e Beco Andreotti. “A expectativa é testar as modificações feitas no carro para o Sertões, agora com o T-Rex em versão V8”, contou o navegador.

A prova terá o retorno de Gunter Hinkelmann (Equipe X Rally Team/Pro Brasil) às competições. O piloto que já participou de duas edições do rali. “Será importante para afinar o entrosamento da dupla, sendo que é a nossa primeira etapa este ano. Será um excelente aquecimento para o Rally dos Sertões para a dupla”, destaca o piloto Gunter que terá Vinícius Castro na navegação.

Rally Rota SC (Doni Castilho/Dfotos)

Rally Rota SC (Doni Castilho/Dfotos)

SUPER PRIME

A organização do Rally Rota SC finaliza os últimos ajustes antes da largada inicial e promete novidades para a temporada 2017. “Desta vez teremos uma belíssima pista para o Super Prime, ao lado do parque de apoio e a pista será um show à parte. os competidores entrarão na pista indoor no sábado às 15h30, depois do primeiro dia de disputas”, contou o diretor-geral, André Alcântara.

As inscrições seguem abertas pelo site oficial, no endereço www.rallyrotasc.com.br.

A 6ª edição do Rally Rota Santa Catarina é uma realização da ASCPE -Associação em Prol do Esporte. O patrocínio é do Lages Garden Shopping, Tenco Shopping Centers, Tecmin e Zanoello. O apoio institucional é da Prefeituras Municipais de Lages, Rio Rufino, Bom Retiro, Urupema, Capão Alto, Painel e Bocaína do Sul. Além do apoio do Jeep Clube Independentes, Serra Catarina Festival de Inverno, CDL Lages e Polícia Militar de SC.  A supervisão é da CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo, da CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo, da FAUESC – Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina e F.C.M – Federação Catarinense de Motociclismo.

PROGRAMAÇÃO – RALLY ROTA SC 2017

Data: 30/06, 1º e 02/07/2017

Local: Lages Garden Shopping

Sexta-feira, 30/06

11h às 18h – Secretaria administrativa

11h às 13h / 14h às 17h – Vistoria técnica

18h30 – Briefing

20h – Largada promocional

Local: Colégio Rosa – Centro – Lages (SC)

Sábado, 1º/07

DI – 38 km

DE – 205 km (SS1)

DF – 58 km

Total: 301 km

10h – Largada

Local: Restaurante Queijo & Cia

11h – Largada na prova (Especial)

14h – Previsão de chegada

15h30 – Super Prime

20h – Briefing

Domingo, 02/07

DI – 68 km

DE – 148 km (SS2)

DF – 48 km

Total: 264 km

09h – Largada parque de apoio

10h30 – Largada na prova (Especial)

12h30 – Previsão de chegada

15h– Cerimônia de premiação

Hospedagem oficial: Hotel Cattoni

Endereço: Avenida Marechal Floriano, 491– Centro, Lages/SC, Brasil

Telefone:+55 49 3222-8241 | www.hoteiscattoni.com.br

AUT-1

Gaiola Cross dá largada às disputas da XXIV Fenajeep

Emoção e adrenalina marca primeiro dia de prova na Festa Nacional do Jeep

Gaiola Cross estreou as competições da Fenajeep 2017 e empolgou o público na tarde de quinta-feira - Crédito: Ana Roberta Venturelli.

Gaiola Cross estreou as competições da Fenajeep 2017 e empolgou o público na tarde de quinta-feira – Crédito: Ana Roberta Venturelli.

A emoção da categoria 4×2 invadiu a pista da XXIV Fenajeep na tarde desta quinta-feira, 15 de junho, com o início das disputas da Gaiola Cross. A prova que estreou as competições de 2017 foi bastante acirrada e empolgou o público presente, que vibrou a cada volta em que os pilotos corriam contra o relógio, testando suas habilidades e a resistência dos veículos.

Participantes de Santa Catarina e das mais variadas partes do país entraram na pista com garra e determinação para garantir o melhor tempo no primeiro dia da corrida. Douglas Kocholy, da cidade de Araucária, no Paraná, foi o primeiro piloto a entrar na pista da Fenajeep 2017 com a gaiola #14. “Participo da festa há cinco anos. A primeira vez vim como visitante e nos últimos quatro anos, venho para competir de gaiola. A adrenalina é alta. Apesar de já ter corrido várias vezes aqui, sempre dá um nervoso na hora de entrar na pista, mas a sensação é muito boa”, descreve.

Mais do que ganhar dos demais competidores, o maior desafio do Gaiola é vencer o cronômetro. Esse é o objetivo que Gustavo Luis Theobald persegue há nove anos. O piloto do Rio Grande do Sul, veio pela primeira vez para a Fenajeep em 2002 e desde 2008, compete na Gaiola Cross. “A paixão pela corrida está no sangue. Nunca ganhei aqui na Fenajeep, mas tenho melhorado meu tempo nas últimas competições e meu objetivo neste ano é classificar para participar da final. Vamos ver se vai dar certo”, observa Gustavo.

O paranaense Douglas Kocholy foi o primeiro piloto a entrar na pista com a gaiola #14 - Crédito: Ana Roberta Venturelli.

O paranaense Douglas Kocholy foi o primeiro piloto a entrar na pista com a gaiola #14 – Crédito: Ana Roberta Venturelli.

                Prova

Antes do início da Gaiola Cross, no início da tarde, os diretores da prova, Bruno Lang e Claudiomir Reitz (Kiko) estiveram reunidos com os pilotos, para passar as orientações e instruções sobre a disputa, o trajeto, o novo traçado da pista, entre outras informações. Tudo para garantir a segurança e o melhor desempenho dos competidores. “A prova aconteceu dentro do planejado neste primeiro dia e como qualquer outra competição, precisou de alguns ajustes iniciais. Mas já está tudo alinhado e fluindo rapidamente, com pouca manutenção de pista”, comenta Kiko.

                A principal novidade desta edição é a mudança de sentido da competição, com o novo traçado da pista, que agora volta a ser anti-horário. Além disso, a famosa rampa, um ícone da Fenajeep, também está de volta nesta edição da festa, garantindo ainda mais emoção. “Pelo que observamos, o novo sentido do traçado e a rampa foram aprovados pelos participantes. Os pilotos estão curtindo e a nossa preocupação é sempre garantir a satisfação deles. Estamos nos esforçando para dar tudo certo”, salienta Bruno.

AUT-1

De portas abertas para a América Latina

Abertura da XXIV Fenajeep marca início da Festa, que recebe amantes do mundo off-road até domingo, 18, em Brusque

Hasteamento da bandeira do Brasil - Foto: Wesley de Souza

Hasteamento da bandeira do Brasil – Foto: Wesley de Souza

Já passava das 17h30 da tarde de quarta-feira, 14 de junho, quando no alto do céu a imponente e bela bandeira do Brasil pairava no ar e anunciava que, a partir daquele momento a cidade de Brusque oficialmente voltava a ser a capital nacional do Jeep. Isso porque a solenidade de Hasteamento da Bandeira Nacional foi o primeiro evento de abertura da XXIV Festa Nacional do Jeep – Fenajeep, que acontece em Brusque, até domingo, 18 de junho.

Realizada sob o comando do Tiro de Guerra de Brusque, e ao som do Hino Nacional, tocado pela Banda de Percussão da Escola de Educação Fundamental Paquetá, a bandeira de 18m por 22m, foi erguida na pista, emocionando o público presente no ato e anunciando que mais uma Fenajeep estava começando.

Referência e prestigio nacional

Em seguida, foi realizada a solenidade de abertura da 24ª edição da festa, que contou com a presença de autoridades municipais e estaduais, representantes de entidades, imprensa, expositores e apaixonados pelo mundo Off-Road.

Comissão Organizadora XXIV FENAJEEP - Foto: Carina Machado.

Comissão Organizadora XXIV FENAJEEP – Foto: Carina Machado.

O presidente do Brusque Jeep Clube, e integrante da Organização da Festa, Vilmar Walendowsky (Negão) deu as boas vindas a todo o público presente e lembrou a primeira edição do evento, referência no segmento Off-Road. “Começamos com Fenajeep já como um evento nacional. Ela cresceu, batalhamos muito e chegamos aos 24 anos de evento movidos pela paixão por este veículo chamado jeep, que nasceu na guerra, fez muita história, e nos levou a lugares fantásticos. Que o público possa prestigiar este momento, os expositores, as competições, o encontro de Preservadores de Veículos Militares, e todas as atrações desta XXIV Fenajeep”, destacou.

O prefeito de Brusque, dr Jonas Oscar Paegle, reforçou a importância da Fenajeep  para o município, que,  além de ser uma atração diferente para a população, contribui significativamente com a economia local e regional. “É um evento que leva o nome de Brusque, de Santa Catarina e do Brasil adiante, já que recebemos jipeiros da Argentina, do Uruguai e do Chile. Esta edição é um marco para a cidade e mais uma vez Brusque está de parabéns por esse grandioso evento”, declarou.

Da mesma forma, o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, que no ato representou o Governador do Estado, Raimundo Colombo, elogiou a organização do evento e ressaltou a importância que a Fenajeep tem para o Estado e país. “É impressionante ver o entusiasmo das pessoas que estão aqui, em concretizar e fazer acontecer esse sonho, essa paixão pela aventura. Com toda a certeza Santa Catarina e o Brasil ganham com este evento, na economia, no turismo, já que este é um case de sucesso, em especial nesse momento em que o nosso país passa. A Fenajeep hoje é um evento fundamental para a evolução do nosso turismo, é a nossa ‘Fórumula 1 radical’, por ser uma referência no setor automobilístico. Parabéns a todos que acreditam nesse evento”, reforçou.

Espaço inovador

Um dos momentos especiais na abertura do evento foi o lançamento do “Painel dos Jipeiros”, espaço para que representantes dos mais variados jeep clubes possam colar adesivos com suas marcas e logos, e oficializar a presença no evento.

A sugestão do espaço foi do médico e cirurgião Ortopedista, Marcos Vitor Pires Duque, da cidade de Juiz De Fora (MG). Ele, que participa do grupo ‘Lama Na Veia São João Del Rei’, acredita que o painel será como uma ‘assinatura’ de presença, já que grande parte dos jeep clubes costumam levar seus adesivos em eventos e encontros Off-Road. “Sinto-me muito honrado pela minha ideia ter sido acatada e adotada pela Organização, e feliz por poder ver isso se tornar realidade. Acredito que todos irão gostar muito em ter seus jeep clubes representados nesse espaço”, comentou. Para Duque, a Fenajeep se consolida como o maior evento Off-Road da América Latina, não só por reunir amantes de provas e jeep mas também pelos produtos que são apresentados no evento.

Em seguida, o presidente do Brusque Jeep Clube e o secretario de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, realizaram a abertura do Salão Off-Road, que conta com cerca de 50 expositores das mais variadas partes do país, com as principais peças, equipamentos e produtos do segmento.

A XXIV Fenajeep vai até domingo, 18 de junho, no Pavilhão de Eventos Maria Celina Vidotto Imhof, em Brusque. A programação completa pode ser conferida no site www.fenajeep.com.br.

AUT-1