Blog do LeoBlogs

DAKAR 2017: Peterhansel nos carros, Sunderland nas motos, Sergey Karyakin nos quads e Eduard Nikolaev nos caminhões conquistam a 39ª edição do rali

A 12ª e última etapa do Dakar 2017 foi disputada neste sábado, dia 14/01, entre as cidades de Rio Cuarto e Buenos Aires, na Argentina. Com uma especial de apenas 64 km e sem nenhuma armadilha particular, a última prova foi uma mera formalidade antes de iniciar um longo deslocamento, em torno de 700 km, até a cerimônia de premiação em Buenos Aires. Um desafio final para os sobreviventes Dakar que entram na capital Argentina como verdadeiros heróis.

AUTO - DAKAR 2017 - PART 2
Pódio KTM no Dakar 2017.

O britânico San Sunderland (KTM 450 Rally Replica) conquistou seu primeiro título no Rally Dakar, ele foi o sexto colocado do dia, garantindo com folga a vitória no Rally Dakar 2017. “Inacreditável. Quando eu cruzei a linha, senti a emoção em cima de mim. Tendo o peso sobre os ombros de liderar por mais de uma semana, é algo muito pesado. Este é o primeiro Dakar que eu terminei e terminei na primeira posição, é um sentimento louco, não tenho palavras.” – falou o emocionado Sunderland, que chegou a registar duas aposentadorias na carreira.

O austríaco Matthias Walkner, companheiro de equipe de Sunderland, ficou com o vice-campeonato da prova, seu melhor resultado numa participação do Dakar. Mas foram os pilotos Adrien Van Beveren (Yamaha WR 450 F) e o Gerard Farres Guell (KTM 450 Rally Replica) que protagonizaram as últimas diputas pelo pódio, ambos deram o máximo de si e fizeram bonito, ao final o espanhol da KTM terminou em terceiro e o francês da Yamaha com em quarto, com uma diferença de um minutos entre eles.

Com o resultado final a KTM bateu um novo recorde de vitórias para a fábrica austríaca de motocicletas. Ela conquistou sua 16º conquista consecutiva no Dakar, além do pódio exclusivo nesta edição.

O único brasileiro a concluir a 39 edição do Dakar foi Richard Fliter (Honda CRFX 450), ele ficou com a 59ª colocação.

Nos quads, o  chileno Ignacio Casale (Yamaha Raptor 700) venceu a último etapa, mas foi o russo Sergey Karyakin (Yamaha Raptor 700) que comemorou o título, ele dominou a categoria e venceu com folga pela primeira vez no Dakar.

Peterhansel conquistou a sua 13ª vitória no Dakar.
Peterhansel conquistou a sua 13ª vitória no Dakar.

Nos carros, a dupla dos franceses Stéphane Peterhansel e Jean-Paul Cottret (Peugeot 3008 DKR) venceu o Rally Dakar 2017, a sensação que se dá, é que foi mais uma vitória tranquila para Peterhansel, mas a sua 13ª conquista no rali mais difícil do mundo veio após duas semanas de combates ferozes com o seu companheiro de equipe Sébastien Loeb, que venceu sua sexta etapa hoje. Loeb, nove vezes campeão do WRC, ficou a pouco mais de cinco minutos atrás de Peterhansel no acumulado geral após as 12 etapas, mas é inegável que o piloto evoluiu muito em relação a sua estreia em 2016 e ele também foi o piloto que mais etapas venceu na categoria carros desta 39ª edição da prova, foram seis vitórias em 10 etapas disputadas, sendo que outras duas foram canceladas. Com tudo isso, Peterhansel que já estava na história do Dakar tanto com o recorde de vitórias na motocicleta (6), quanto nos carros(6). Ele, chamado de “Mr. Dakar”, nunca está satisfeito e foi capaz de encontrar mais uma vez recursos para resistir a ascensão de Sébastien Loeb e ganhar seu 13º título do Dakar. Um número impressionante se relacionarmos com as 7 títulos de Michael Schumacher na F1, os nove anéis de Valentino Rossi na MotoGP ou os nove campeonatos do WRC de seu companheiro de equipe Sebastien Loeb.

Peterhansel comemora mais uma vitória no Dakar.
Peterhansel comemora mais uma vitória no Dakar.

A fábrica francesa, Peugeot, também comemorou o pódio exclusivo com a terceira colocação da dupla Cyril Despres / David Castera.

A dupla brasileira Sylvio de Barros Netto e Rafael Capoani (Mini All4 Racing) ficou com a 180ª posição.

O russo Eduard Nikolaev se consagrou campeão do Dakar 2017.
O russo Eduard Nikolaev se consagrou campeão do Dakar 2017.

Nos caminhões, o russo Eduard Nikolaev levantou a bandeira da Kamaz ao conquistar o seu segundo título  do Dakar na América do Sul. Em segundo ficou o seu companheiro de equipe e compatriota Dmitry Sotnikov. O Holandês Gerard de Rooy da Iveco fechou o pódio com a terceira colocação.

Classificação Final após a 12ª etapa (extraoficial):

Motos

1 – San Sunderland (KTM 450 Rally Replica): 32:06:22
2 – Matthias Walkner (KTM 450 Rally Replica): + 00:32:00
3 – Gerard Farres Guell (KTM 450 Rally Replica): + 00:35:40
4 – Adrien Van Beveren (Yamaha WR 450 F): + 00:36:28
5 – Joan Barreda (Honda CRF 450 Rally): + 00:43:08

Quads

1 – Sergey Karyakin (Yamaha Raptor 700): 39:18:52
2 – Ignacio Casale (Yamaha Raptor 700): + 01:14:51
3 – Pablo Copetti (Yamaha Raptor 700): + 04:20:19
4 – Rafal Sonik (Yamaha Raptor 700): + 05:33:29
5 – Axel Dutrie (Yamaha YFZR 450): + 05:45:24

Carros

1 – Stéphane Peterhansel / Jean-Paul Cottret (Peugeot 3008 DKR): 28:49:30
2 – Sébastien Loeb / Daniel Elena (Peugeot 3008 DKR): + 00:05:13
3 – Cyril Despres / David Castera (Peugeot 3008 DKR): + 00:33:28
4 – Nani Roma / Alex Haro Bravo (Toyota Hilux V8): + 01:16:43
5 – Giniel de Villiers / Dirk Von Zitzewitz (Toyota Hilux V8): + 01:49:48

Caminhões

1 – Eduard Nikolaev (Kamaz 4324): 27:58:24
2 – Dmitry Sotnikov (Kamaz 4324): + 00:18:58
3 – Gerard de Rooy (Iveco): + 00:41:19
4 – Federico Villagra (Iveco): + 01:00:04
5 – Ayrat Mardeev (Kamaz 4324): + 02:26:50

Leandro

Fundador e Sócio Proprietário do Guia Off-Road, Analista de Sistemas, Apresentador, Editor e bloqueiro no portal Guia Off-Road. Atualmente sou estudante de Fisioterapia na UFRN em Santa Cruz-RN. Sou amante e admirador do offroad, onde procuro contribuir com o crescimento deste esporte tão fascinante, através do nosso trabalho contínuo a frente do Guia Off-Road.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close